Marketing de performance: Entenda como gerar mais oportunidades de vendas para o seu negócio

O marketing de performance é o mais próximo de “focado em resultados” que você pode chegar ao promover sua empresa na internet.

Basicamente, é uma forma de anunciar online que permite otimizar ao máximo sua verba, já que você só paga quando seus objetivos são alcançados — no caso, quando os usuários clicam, visualizam ou interagem com suas publicações.

Se você quer fazer mais com menos no marketing digital e garantir seu ROI (retorno sobre o investimento), vai gostar de conhecer melhor as estratégias do marketing de performance.

Reserve um tempo para ler o artigo e descubra como acelerar o crescimento do seu negócio.

O que é Marketing de Performance?

Marketing de Performance é uma estratégia de publicidade online focada em resultados em que você paga de acordo com a performance do anúncio.

Nesse caso, em vez de investir dinheiro em campanhas e esperar para mensurar os resultados, você só paga pela publicação quando o usuário clica em seu anúncio e demonstra interesse em sua chamada. 

Assim, você consegue acompanhar de perto o desempenho dos anúncios e direcionar sua verba para os canais com maior ROI. 

Uma das mídias de performance mais conhecidas é o Google Ads, que coloca o anúncio da sua empresa no topo das buscas e cobra por cliques, impressões, visualizações ou engajamentos, dependendo do tipo de campanha.

A vantagem desse tipo de mídia paga é que você consegue otimizar seu orçamento e atingir objetivos como:

  • Gerar tráfego: atrair mais visitantes para seu site, blog e redes sociais
  • Gerar leads: obter dados de potenciais clientes (leads) por meio de formulários online, landing pages (páginas de captura) e cadastros
  • Aumentar as vendas: gerar mais conversões, ampliar o remarketing e aumentar suas vendas.
  • Promover sua marca: aumentar a visibilidade da marca para um público-alvo específico
  • Aumentar o engajamento: provocar mais interações com seus clientes e aumentar o engajamento com a marca. 

Por que você deve adotar o marketing de performance

Você deve adotar o marketing de performance se está buscando resultados rápidos e mensuráveis, baixo risco e o melhor aproveitamento possível do seu dinheiro.

Há uma frase famosa de John Wanamaker, um mercador americano do século 19 conhecido como o “pioneiro do marketing”, que ajuda a explicar o diferencial desse tipo de marketing:

“Metade do dinheiro que eu gasto com publicidade é desperdiçado, mas o problema é que eu não sei qual metade.”

Ele se referia à dificuldade em quantificar o retorno dos investimentos em promoção e divulgação das marcas e saber o que estava dando certo ou não. 

Infelizmente, esse problema se arrastou por décadas e ainda hoje existem empresas que não sabem se a verba de marketing está sendo usada com inteligência ou simplesmente se suas ações deram o resultado esperado.

É aí que entra o marketing de performance e sua capacidade de otimização do investimento em publicidade online. 

Como os anúncios são cobrados de acordo com o desempenho, você tem certeza de que cada centavo valeu a pena e gerou a ação esperada. 

Além disso, não é preciso ter muito dinheiro para investir em mídia paga, já que os orçamentos são flexíveis e você pode segmentar os anúncios para um público-alvo específico.

Não à toa, 68% dos profissionais de marketing afirmam que o marketing de performance é “extremamente importante” para sua estratégia digital, segundo o relatório Not Another State of Marketing Report, publicado em 2020 pelo HubSpot

Marketing de Performance x Marketing de Conteúdo

Tanto o marketing de performance quanto o marketing de conteúdo estão presentes nas estratégias de marketing digital das empresas, mas há diferenças consideráveis entre eles.

Para começar, o marketing de conteúdo faz parte do universo do inbound marketing, uma abordagem que busca atrair o consumidor com ofertas interessantes e conteúdo relevante (posts em blogs e redes sociais, vídeos, ebooks, etc.) em vez de pagar para chegar até ele com anúncios.

Já o marketing de performance faz parte do outbound marketing, que inclui as mídias pagas (de Facebook Ads até propagandas de TV) e faz prospecção ativa de clientes — ou seja, aborda as pessoas por meio da publicidade.

Apesar da popularidade do marketing de conteúdo como “tática não invasiva”, os anúncios pagos também são importantes para divulgar sua marca e alcançar novas pessoas.

Além disso, um bom conteúdo orientado pelas preferências e perfil dos seus clientes é essencial para que a mídia paga tenha bons resultados. 

Por exemplo, você pode atrair tráfego orgânico com blogposts otimizados para SEO (Search Engine Optimization) e ao mesmo tempo promover um ebook com links patrocinados do Google Ads para um público em potencial. 

Aqui, na Data Driven Marketing, nós combinamos as duas estratégias para otimizar ao máximo seus resultados e atrair os clientes certos com base na análise de dados.

Como usar o marketing de performance para acelerar seu crescimento

Vamos ao que interessa: como usar o marketing de performance para acelerar o crescimento do seu negócio.

Confira os passos essenciais.

1. Defina seu objetivo

O ponto de partida para usar uma estratégia de marketing de performance é definir seu objetivo.

No caso, ele precisa ser bem específico, por exemplo:

  • Gerar cadastros na sua landing page (captação de leads)
  • Aumentar o tráfego no seu site ou blog
  • Aumentar o reconhecimento da marca 
  • Aumentar o número de interações com seus conteúdos
  • Aumentar as vendas (conversões).

2. Determine seu orçamento

O orçamento é a base para traçar sua estratégia e distribuir o investimento entre as diferentes mídias de performance.

Você pode começar com valores baixos para testar seus anúncios e ir aumentando o budget conforme percebe os resultados. 

3. Segmente muito bem seu público

Um dos fatores mais importantes para o sucesso do marketing de performance é a segmentação do seu público-alvo.

Afinal, você vai pagar por cada ação dos usuários, e precisa garantir que essas pessoas sejam seus clientes ideais e estejam interessadas na sua solução. 

É aí que entra o Data-Driven Marketing e sua capacidade de identificar perfis, hábitos e comportamentos com altíssima precisão, graças ao poder dos dados

4. Escolha os canais 

Existem vários canais e estratégias possíveis para veicular seus anúncios e aplicar o marketing de performance.

Estes são alguns dos mais usados:

  • Google Ads: é o principal canal de mídia paga, já que toda empresa quer aparecer no topo das posições do maior buscador do mundo. Seu famoso leilão de anúncios permite dar lances para alcançar mais cliques, impressões, conversões e visualizações
  • Facebook Ads: a maior rede social do planeta permite criar anúncios ultrassegmentados com base nos seus objetivos de marketing, com várias opções de formatos, orçamentos e ferramentas de analytics
  • Instagram Ads: se você quer campanhas altamente visuais e inspiradoras para públicos segmentados, o Instagram é a rede social certa. Você pode anunciar no feed, no stories, com vídeos, em formato de carrossel e várias outras opções
  • Plataformas de afiliados: o marketing de afiliados é excelente para ampliar seu alcance e alavancar produtos, serviços e marcas. Basicamente, os afiliados promovem seu negócio e são comissionados de acordo com seu desempenho
  • Mídia programática: melhor ainda é poder automatizar o processo de compra de mídia e otimização dos espaços publicitários online. Com a mídia programática, seus anúncios são exibidos na melhor oportunidade e com o melhor custo-benefício a partir de algoritmos.

É importante que você diversifique esses canais e integre suas ações para unificar o tom de voz da marca, além de acompanhar de perto as métricas de performance e fazer testes para redirecionar o investimento.

5. Acompanhe os KPIs

Os KPIs (Indicadores-chave de performance) ajudam você a mensurar o sucesso da sua campanha e direcionar suas ações.

Veja alguns dos mais usados no marketing de performance:

  • Impressões: toda vez que um anúncio aparece na tela do usuário, é contabilizada uma impressão. Esse indicador mostra quantas vezes o anúncio foi entregue e deve ser analisado em conjunto com outros KPIs, já que a quantidade de exibições não diz muita coisa
  • Cliques: o número de cliques nos anúncios é mais um KPI que pode revelar muito sobre o desempenho das campanhas no marketing de performance. Para avaliar o valor pago por cada clique, é utilizado o Custo por Clique (CPC)
  • Leads: o lead é um potencial cliente que demonstrou interesse na marca e forneceu seus dados em um cadastro ou formulário. Nesse caso, quanto menor for o Custo por Lead (CPL), mais efetiva é a campanha
  • Vendas: converter leads em vendas é o grande objetivo por trás da maioria das campanhas. Para ter uma ideia da eficácia dos anúncios, basta dividir o total investido dividido pelo número de conversões e chegar ao Custo por Aquisição (CPA).

Lembrando que você terá que cruzar vários KPIs e interpretar cada resultado com um olhar estratégico.

Por exemplo, um grande número de impressões e baixo número de cliques pode indicar desinteresse e erro na segmentação, enquanto um alto custo por aquisição pode inviabilizar as campanhas e exigir esforços simultâneos em outras áreas do marketing digital. 

6. Contrate uma empresa especializada

Como você deve ter notado, a aplicação do marketing de performance pode ser um tanto complexa — e só mostrei a ponta do iceberg.

Por isso, é importante contar com uma consultoria especializada para criar uma estratégia sob medida para a sua empresa, integrando todas as frentes do marketing digital para explorar ao máximo as oportunidades da web.

Na Data-Driven Marketing, por exemplo, trabalhamos com uma metodologia exclusiva que integra estratégia, performance e analytics para promover seu crescimento contínuo.

Espero que você tenha captado a ideia do marketing de performance e queira se aprofundar mais no assunto para melhorar seus resultados.

Para facilitar sua jornada, assine nossa newsletter e faça parte do nosso grupo do Telegram

Escrito por

Ícaro Iasbeck

Ícaro Iasbeck

Fundador e CEO da Data-Driven Marketing.

Conteúdos relacionados

Fechar Menu

Receba conteúdos exclusivos sobre Inteligência de Dados aplicada no Marketing

Preencha o formulário abaixo para receber.