Google Ads: descubra todo o potencial da ferramenta de anúncios do Google

O Google Ads é a plataforma oficial de anúncios do maior buscador do mundo, onde seu negócio pode ser visto por milhões de usuários. 

Pense comigo: a cada segundo são feitas mais de 40 mil buscas no Google, e muitas delas podem conter palavras-chave relacionadas aos seus produtos ou serviços. 

Se você investir nos links patrocinados, terá a chance de posicionar seus anúncios no topo dos resultados de pesquisa e em vários outros sites, atingindo diretamente o público-alvo que mais interessa.

Em outras palavras: você estará no lugar certo, na hora certa e mirando nos clientes certos para aumentar suas vendas

Quer ver como funciona essa mágica do Google Ads e por que ele é essencial nas suas estratégias de marketing digital?

É só seguir a leitura e explorar todo o potencial dessa ferramenta.

O que é Google Ads?

O Google Ads é a plataforma de publicidade digital do Google, onde sua empresa pode anunciar no site de pesquisas mais famoso do mundo.

A principal vantagem é que você só paga pelos resultados — o chamado marketing de performance —, pois os anúncios são cobrados a cada clique (Custo Por Clique ou CPC) ou visualização (Custo Por Mil Impressões ou CPM) dos usuários.

Você pode definir um orçamento total ou diário, uma duração para campanha e limites de lance de acordo com o quanto está disposto a pagar por cada clique/visualização.

Outro diferencial do Google Ads é que os anúncios são direcionados de acordo com as palavras-chaves pesquisadas pelos usuários, garantindo que o conteúdo será entregue a pessoas interessadas nos seus produtos e serviços.

Por exemplo, se você tem uma loja virtual de roupas e cria um anúncio com a palavra-chave “comprar vestido online”, as pessoas que fizerem essa busca no Google verão o nome da sua empresa no topo dos resultados — e também em outros sites e apps parceiros. 

Assim, você consegue atingir um público altamente segmentado e utilizar seu orçamento com o máximo de eficiência, mirando apenas onde interessa para o seu negócio.

Google Ads Display x Google Ads Search

Atualmente, o Google Ads permite que você selecione vários tipos de campanha diferentes, de acordo com seu público, objetivos e canais desejados.

Os dois principais tipos são o Google Ads Search, que envolve a rede de pesquisa do Google, e o Google Ads Display, que abrange toda a Rede de Display do buscador.

Basicamente, a rede de pesquisa é um grupo de sites e aplicativos onde seu anúncio poderá ser exibido toda vez que um usuários digitar uma palavra-chave relacionada à sua empresa. 

Se você escolher essa opção, os anúncios poderão aparecer na pesquisa do Google, no Google Play, Google Shopping, Google Imagens e Maps, e também em alguns sites parceiros.

Já a Rede de Display é mais ampla e inclui mais de dois milhões de websites, vídeos e aplicativos onde seus anúncios podem ser exibidos — de acordo com o Google, a rede alcança mais de 90% dos usuários de internet em todo o mundo.

Na hora de criar sua campanha, você pode escolher se quer veicular anúncios somente na rede de pesquisa, somente na Rede de Display ou em ambas.

Além disso, ainda tem a opção de anunciar no Google Shopping, no YouTube e em aplicativos.

Mas essas são apenas as segmentações por canais — você ainda pode segmentar por público-alvo, tópicos específicos, dispositivos usados e muito mais.

Por que anunciar no Google Ads?

O Google Ads é líder em anúncios pagos na internet, pois concentra a maior parte dos usuários da rede e garante o alcance que sua empresa precisa.

Para você ter uma ideia, o Google é líder absoluto em buscas online com 86,8% do mercado, deixando uma pequena fatia para concorrentes como Bing, Yahoo! e Baidu, segundo dados publicados em julho de 2020 no Statista. 

Já o site Internet Live Stats mostra que o Google processa 40 mil buscas por segundo e 2,5 bilhões de buscas ao dia.

O próprio site estima que as empresas lucraram cerca de US$ 8 para cada US$ 1 investido no Google Ads em 2019 — ou seja: pelo menos 700% de ROI (Retorno Sobre o Investimento). 

Por isso, o Google Ads não pode faltar nas estratégias de mídia paga, e deve ser combinado ao SEO (Search Engine Optimization) e marketing de conteúdo para formar uma estratégia de marketing digital campeã. 

Não à toa, a pesquisa Not Another State of Marketing Report, publicada em 2020 pelo Hubspot, mostra que 68% dos profissionais de marketing consideram os anúncios online pagos “extremamente importantes” para o sucesso das empresas.

Principais funcionalidades do Google Ads

O Google Ads oferece uma série de funcionalidades e recursos para criar e gerenciar campanhas online.

Veja o que você pode fazer com essa plataforma:

1. Criação de campanhas

A principal funcionalidade do Google Ads é a criação de campanhas, que podem ser gerenciadas simultaneamente na sua conta.

Para você ter uma ideia, uma única conta do Google Ads pode ter até 10 mil campanhas (incluindo ativas e pausadas), 20 mil grupos de anúncios por campanha e 50 anúncios de texto por grupo. 

Parece impossível gerenciar tantos anúncios em uma empresa, mas o Google oferece várias ferramentas que automatizam as ações e permitem que você configure várias campanhas de uma vez. 

Basta acessar a guia “Campanhas e Anúncios” na sua conta para visualizar todas as campanhas ativas, acompanhar o orçamento e monitorar suas estatísticas — e você pode fazer qualquer alteração que quiser nessa mesma página.

2. Planejador de palavras-chave

Se você não sabe nem por onde começar a criar palavras-chave para o seu negócio, basta utilizar o Planejador de palavras-chave inteligente do Google Ads.

A ferramenta ajuda você a encontrar os termos com maior potencial de busca para a sua campanha e sugere palavras-chave a partir do conteúdo do seu site, levando em conta as atividades da sua empresa e seus objetivos.

Assim, fica fácil descobrir novas palavras-chave e comparar seu volume de pesquisas mensais e custos de segmentação.

 

3. Leilão de anúncios

O leilão de anúncios do Google determina quais anúncios serão exibidos conforme as empresas competem pelas palavras-chave.

Inclusive, se você utilizar a funcionalidade “termos de pesquisa”, poderá visualizar quem está disputando o leilão com você por determinada palavra-chave. 

Funciona assim: toda vez que um usuário faz uma pesquisa, o Google encontra todos os anúncios que correspondem às palavras-chave utilizadas e define em microssegundos quais serão exibidos e em quais posições.

Os critérios que determinam essa escolha não são totalmente conhecidos, mas o Google divulga os seguintes fatores para orientar a criação de anúncios:

  • Qualidade do anúncio: relevância, clareza de informações, compatibilidade com a busca do usuário
  • Lance definido: ao criar um anúncio, você determina o valor máximo que quer pagar por um clique (lance), e isso influencia na posição final dele
  • Classificação mínima: valores mínimos que o anúncio precisa atingir para ser considerado relevante
  • Contexto da pesquisa: termos digitados, localização geográfica e tipo de dispositivo usado pelo usuário
  • Impacto de extensões e outros formatos: as informações extras adicionadas ao anúncio (Ex: telefones e links específicos) e outros formatos também têm seu impacto considerado no leilão do Google. 

Quanto mais qualificado for o anúncio, mais chances ele terá de ocupar as primeiras posições e ser visualizado pelo usuário.

 

4. Segmentação de anúncios

O Google Ads tem recursos poderosos de segmentação de clientes, permitindo que você divida seu público-alvo em grupos específicos e mire exatamente nas pessoas que deseja atingir com os anúncios.

Depois de criar sua campanha, você terá as seguintes opções para segmentar seu público:

  • Dados demográficos (idade, gênero, localização, tipos de dispositivo, etc.)
  • Afinidade com o conteúdo
  • Histórico de pesquisa semelhante aos produtos e serviços da empresa
  • Intenção de busca personalizada
  • Remarketing (usuários que já interagiram com seus anúncios antes e podem avançar na jornada de compra).

Além disso, você poderá segmentar os anúncios por canais, tópicos e dispositivos (computadores, smartphones, tablets ou TVs).

 

5. Formatos de anúncios

Os famosos anúncios de texto que aparecem no topo das buscas do Google são apenas um dos formatos oferecidos pelo Google Ads.

Veja quais estão disponíveis na sua conta:

  • Texto: anúncio que utiliza somente palavras e extensões como dados de contato e links
  • Responsivo: é o anúncio que ajusta automaticamente seu tamanho e formato para caber nos espaços disponíveis, podendo ser do tipo gráfico ou de texto (a própria ferramenta vai mesclando os ativos e adaptando o formato conforme os resultados)
  • Gráfico: é um gráfico estático ou interativo, como anúncios animados em formato .GIF e Flash 
  • Anúncio de app: serve para estimular downloads de apps e divulgar promoções em dispositivos móveis
  • Vídeo: é exibido online de forma autônoma ou inserido em conteúdo de streaming (YouTube)
  • Anúncio de produto no Google Shopping: os anúncios do Shopping mostram a foto do produto, título, preço, nome da loja e outras informações para quem faz buscas relacionadas
  • Anúncio Showcase no Shopping: outra opção é exibir anúncios do Shopping para pessoas que estão pesquisando onde comprar, no formato Showcase
  • Anúncio para chamadas telefônicas: exibe apenas os números de telefone da empresa e direciona o usuário diretamente para a ligação.

Ao criar sua campanha, você pode selecionar os formatos que funcionam melhor para os seus objetivos.

 

6. Metas de campanha

O Google Ads também permite que você selecione uma meta de marketing específica para cada campanha. 

Conheça as principais:

  • Aumentar as vendas: promove vendas ou conversões online usando recursos que estimulam a decisão de compra
  • Gerar leads: foca na captação de leads por meio de cadastros em newsletters e páginas de captura (landing pages)
  • Aumentar o tráfego do site: aumenta o número de visitantes no seu site
  • Alcance e reconhecimento de marca: aumenta o reconhecimento da sua marca, produtos e serviços junto ao público-alvo, focando em ampliar o número de impressões dos anúncios. 

7. Relatórios de desempenho

Por fim, o Google Ads oferece uma série de relatórios de desempenho para acompanhar de perto os resultados do seu perfil, campanhas e grupos de anúncios.

Ao navegar pelas campanhas, você consegue comparar quais anúncios geraram mais cliques e vendas, por exemplo. 

Além disso, a plataforma permite que você crie, salve e programe relatórios personalizados com as estatísticas que interessam ao seu negócio, 

Para completar, você pode usar o Google Analytics para monitorar os resultados no seu site e entender melhor o perfil e comportamento dos seus visitantes.

Google Ads e Data-Driven Marketing

O Google Ads é um aliado importante nas estratégias de Data-Driven Marketing, pois permite segmentar seu público com precisão e coletar dados valiosos sobre seus potenciais clientes.

A própria plataforma possui uma função chamada Data-Driven Attribution Model (Atribuição Baseada em Dados), que analisa todas as interações dos usuários com seus anúncios e calcula probabilidades de conversão por meio de um algoritmo avançado.

Com esse recurso, você consegue descobrir qual caminho os clientes estão percorrendo até a conversão, monitorando inclusive a sequência de cliques nos anúncios e ações despertadas por cada um deles. 

Em uma estratégia de marketing orientado a dados, o Google Ads entra como mídia paga ao lado do marketing de conteúdo para atrair clientes online e gerar mais conversões para o seu negócio. 

Entendeu por que o Google Ads é líder em anúncios online?

Agora que você conhece o básico, já pode aprofundar seus conhecimentos assinando nossa newsletter e acompanhando a DDM no Instagram e LinkedIn.

Escrito por

Ícaro Iasbeck

Ícaro Iasbeck

Fundador e CEO da Data-Driven Marketing.

Conteúdos relacionados